14 dezembro 2018

CAMPANHA: VAMOS GANHAR A LUTA CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

#VamosGanharALutaContraAViolência

  

Todos os dias, raparigas e mulheres de todo o mundo são vítimas de algum tipo de violência. Segundo dados de 2014 da Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia, 34% das mulheres em Portugal começam a passar por situações de violência de ordem física e/ou sexual aos 15 anos. O valor está abaixo da média Europeia, mas não deixa de ser preocupante. Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna de 2017, cerca de 80% das vítimas de violência doméstica em Portugal são mulheres.

  
Infelizmente, estes números não são exatos. De acordo com o Instituto Europeu de Género, 47% das mulheres vítimas de violência não relataram os episódios, devido a uma cultura social de culpabilização da vítima e tolerância da violência doméstica.

    

No dia 25 de novembro, a Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, promoveu a campanha #VamosGanharALutaContraAViolência em conjunto com a CIG, a AMCV, APAV, a APMJ, o MDM, a Associação Plano I, a PPDM e a UMAR.

   

Violência doméstica, tráfico de seres humanos, violação e outras agressões sexuais, casamento forçado, mutilação genital feminina ou assédio sexual são alguns dos crimes praticados contra as mulheres.


A violência doméstica é crime público. Denunciar é uma responsabilidade coletiva.
Ligue 800 202 148.