REABILITAÇÃO URBANA DOS ACESSOS AO CASTELO E ESPAÇOS PÚBLICOS ENVOLVENTES

Operação aprovada e financiada pelo Alentejo 2020

1.png 

 

Designação do projeto | Reabilitação Urbana dos Acessos ao castelo e espaço público envolvente Código do projeto | ALT20-08-2316-FEDER-000046
Objetivo Principal |
Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética
Região de intervenção | Alentejo Central
Entidade beneficiária | Município de Portel
 
Data de aprovação |  30-08-2017
Data de início | 12-12-2016
Data de conclusão | 31-12-2019
Custo total elegível | 637 380,16 €
Apoio financeiro da União Europeia | FEDER: 582 406,12 €
Apoio financeiro público nacional/regional | 54 974,04 €

Objetivos, atividades e resultados esperados 
Trata-se de uma intervenção em espaço público que integra a Rua da Vila Velha, Vale Flores, Largo Miguel Bombarda e outros arruamentos que dão acesso ao castelo, bem como do espaço verde que circunda a muralha, prevendo a melhoria da acessibilidade e mobilidade no espaço público. Caracteriza-se por uma intervenção paisagística com melhoria da iluminação e mobiliário urbano, assim como pela criação de condições para a reabilitação urbana do Castelo e do parque habitacional envolvente, com os apoios proporcionados pelo projeto complementar Portel Mais.
Assim, a estratégia definida para o Plano de Ação de Reabilitação Urbana de Portel tem, como objetivos estratégicos:
A) Melhoria do espaço público - através de ações de reabilitação dos espaços públicos nomeadamente:
i) envolventes a áreas residenciais potenciando a qualidade de vida das populações;
ii) envolventes de áreas culturais/turísticas, melhorando as condições oferecidas para o desenvolvimento das atividades económicas.
B) Reabilitação de edificado, assente em dois eixos:
i) melhoria das condições de habitabilidade no edificado, especialmente o que alberga população socialmente desfavorecida, incluindo o incentivo à reabilitação de propriedade privada;
ii) requalificação do edificado cultural e com potencial de serviço/apoio às atividades da comunidade.
C) Apoio às iniciativas de reabilitação por parte dos privados através da disponibilização de materiais de apoio à reabilitação (andaimes) e simplificação de processos de licenciamento.
A intervenção preconiza a beneficiação de arruamentos e áreas urbanas centrais da vila, promovendo a mobilidade, a circulação e a estadia, dinamizando o espaço público e a legibilidade urbana, concretizada objetivamente na melhoria das condições de circulação pedonal, na organização do trânsito viário, na dotação de mobiliário urbano, na requalificação da rede de iluminação urbana e na afirmação do espaço do castelo enquanto área urbana vital.

Indicadores de Acompanhamento / realização 
Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas (m²): 11558,61

Indicadores de Resultado
Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano (1 a 10): 2

1.png 

2.png